Viver mais


Quer viver mais? Esses 5 indicadores podem aumentar as suas chances

1. VO2 max alto para viver mais

A aptidão cardiorrespiratória (ACR) pode ser medida por meio do VO2 máximo – uma medida da quantidade de oxigênio que seu corpo usa durante o exercício.

A medida de VO2 max é um preditor forte e independente de mortalidade por todas as causas. Ou seja, quem possui VO2 max maior tende a viver mais.

2. Massa corporal magra

A ideia de que quanto você pesa pode prever o risco de morte não é exagero. Todos nós sabemos o papel que a obesidade desempenha nas doenças e na expectativa de vida. Médicos e cientistas usam uma medida chamada índice de massa corporal (IMC) como um dos vários fatores quando observam a saúde geral de uma pessoa.
O IMC é calculado dividindo o peso de uma pessoa em quilogramas pelo quadrado da sua altura em metros. Se você for musculoso ou magro demais essa medida se torna imprecisa, sendo necessário utilizar outros métodos, como a bioimpedância, por exemplo.
Quanto maior o IMC pior é a composição.

3. Força da perna

Quanto mais fracas forem as nossas pernas, maior será a probabilidade de cairmos ou de ter problemas em nos levantarmos novamente. O CDC relata que as quedas são a principal causa de morte relacionada a lesões entre adultos com 65 anos ou mais e a taxa de mortalidade por queda ajustada por idade está aumentando.

4. Força de preensão

A força de preensão refere-se à sua capacidade de segurar itens com base no peso e de exercer pressão sobre eles (como abrir um frasco). Os pesquisadores agora acreditam que a força de preensão pode prever sua saúde geral, bem como seu risco de doenças cardiovasculares.
Uma meta-análise de 42 artigos de pesquisa, incluindo mais de três milhões de participantes, encontrou relações lineares entre a força de preensão e o risco de mortalidade por todas as causas e doenças cardiovasculares. Pode ser que pessoas com uma pegada mais forte sejam mais propensas a se exercitar ou sejam mais saudáveis de maneiras que os pesquisadores não estudaram.

5. Velocidade de caminhada

Uma nova análise de estudos de velocidade de caminhada mostra que o ritmo de uma pessoa, junto com sua idade e sexo, pode prever sua expectativa de vida tão bem quanto uma bateria complexa de outros indicadores de saúde.
Em estudo publicado no Journal of American Medical Association, 34.485 adultos foram estudados e foi observarado que pessoas com uma velocidade de marcha de um metro por segundo ou mais rápida, “tiveram a sobrevivência mais longa do que o esperado para a idade e sexo”.
A velocidade de caminhada provavelmente tem algo a ver com a força das pernas e, embora caminhar não pareça tão difícil, requer o uso de uma ampla variedade de músculos.

Quem não quer viver muito com qualidade?

Fonte: https://medium.com/in-fitness-and-in-health/want-to-live-longer-these-5-science-backed-indicators-can-increase-the-odds-655766910380

    ,

    Deixe uma resposta

    %d blogueiros gostam disto: